sexta-feira, 10 de abril de 2009

Vou apertar, mas não vou acender agora...

Oi amigos, como estão de feriado?
Eu estou em Porto Alegre hoje. Viemos (eu e família) passar a Páscoa na casa da tia Sol e passear um pouco.
Eu adoror viajar. Na verdade eu gosto de estar em diferentes lugares, porque viajar é um negócio cansativo. Quado chego ao destino estou cheia de "aiais". Dói a bunda de ficar sentada, os joelhos, as pernas, as costas e assim vai. Mas, sobrevivi a 4 horas no ônibus.
Falando em dor, vou contar pra vocês sobre dor neuropática hoje.
A dor neuropática é definida como " uma experiência sensorial e emocional desagradável, associada a um dano tecidual presente ou potencial, ou descrita em termos de tal dano.Os pacientes descrevem a dor neuropática como "ardente ou penetrante", podendo haver a presença de alodínia (dor aos estímulos táteis leves). Os pacientes queixam-se de dores recorrentes.
A dor neuropática manifesta-se de várias formas, como sensação de queimação, peso, agulhadas, ferroadas ou choques, podendo ou não ser acompanhada de parestesias de uma determinada parte do corpo ”.
Isso quem disse foi minha mamãe no artigo dela para a especialização em acupuntura. Que querida né, ela estudou para ver se diminui as minhas dores. É o amor.
Como eu tenho "sorte", a minha dor passou de neuropática para neurótica (hehehe) já que eu tenho todos os tipos de dor citados acima.
Não existe remédio para essa dor específica no Brasil, mas relaxantes musculares aliviam um pouco. Entretanto, existe um medicamento, o Sativex (http://search.live.com/results.aspx?q=sativex&mkt=pt-brz&FORM=TOOLBR&DI=2883&CE=14.0&CM=SearchWeb) que só é permitido no Canadá e os EUA (uso experimental) que funciona super bem e some com as dores (segundo estudos).
Porque não permitem sua venda no Brasil ainda?
Porque o princípio ativo dele é a Cannabis Sativa. Isso mesmo, vem da maconha, mas não dá larica. Provavelmente fumar maconha diminua a dor, mas acaba com os neurônios também. Com essa medicação se tem apenas o benefício terapêutico da planta. Afinal, deus não ia inventar uma planta que não servisse para nada né.
Um dia vou pro Canadá e dou um jeito de comprar e experimentar. Ou melhor, vou rezar para que esses falsos moralistas que não entendem lhufas de medicina e acham que o remédio vai nos levar pro fogo ardente do inferno parem pra pensar e autorizem a venda no Brasil.
Hoje eu deveria falar de páscoa, mas dexei pra amanhã.
Até mais.
Bjs

3 comentários:

  1. eu volto.. acredito.

    ResponderExcluir
  2. Hoje resolvi comentar, estou com tempo e atrás de textos criativos, faziam dias que não visitava "Esclerose Múltipla e Eu" sei que o blog se trata da EM, porém esperava mais criatividade, pois estamos falando de uma publicitária como escritora. Acreditei que o foco teria mudado, que não seria mais um texto justificativa, já sabe-se das dificuldades, você pode dar as dicas separados dos ares dificultosos, parece que não sorri, esquecem os sorrisos aplaudam as dores e aiaiais; como dizia Cecília Meirelles:
    "Pus-me a cantar minha pena
    Com uma palavra tão doce
    De maneira tão serena
    Que até Deus pensou
    Que fosse felicidade e não pena."
    Não concentra nas dificuldades! ganhe por sua sabedoria.. deixe o mundo saber da sua criatividade sem saber que você é esclerosada... ou melhor, já sabemos, mostre o que não sabemos, veja além, invente, crie.. enfim....

    é só um comentário de alguém que fica decepcionado ao ser privado dos bons textos que podem vir de você.

    ResponderExcluir
  3. Olá Anônimo,
    fiz esse blog com o objetivo de apresentar ao mundo a minha visão como portadora de Esclerose Múltipla, portanto, sim, os textos terão como foco a doença e a minha vida com ela. Não tem objetivo de auto ajuda nem de dizer que viver com esclerose é bom (porque não é boliho não).
    Não escrevo como publicitária, escrevo como portadora de EM, não como escritora de crônicas do dia a dia. Isso a Martha Medeiros e o Veríssimo já fazem com perfeição.
    De qualquer forma, obrigado pela crítica. Estou disposta a discutir sobre sua visão mais vezes. Para tanto, assine seus comentários.
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.