segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Onde está a felicidade

Oi gentes, blz?
Há alguns dias foi comentado aqui no blog que cada pessoa é uma pessoa e não podemos generalizar. Concordo, ninguém é igual a ninguém, e dou graças a isso. Seria muito chato se fôssemos todos iguais.
Mas generalizo no sentido de que todos podemos ser felizes. Porque se uma pessoa tem essa capacidade, é porque todos tem. Alguns mais, outros menos, mas todos tem.
Fiquei pensando sobre isso. Sobre quem tem EM, ou qualquer outra doença e/ou deficiência ter de ser herói.
Não acho que devemos ser heróis. Devemos é tentar passar pelas dificuldades da melhor forma possível. Porque vai ser bom pros outros? Não, porque vai ser bom pra gente.
Cada um tem seu tempo pra aceitar as dificuldade que a vida nos traz. Cada um tem seu jeito de passar por elas. E independentemente de que jeito seja isso, o importante é nos sentirmos bem, plenos, felizes. É não acharmos que somos vítimas da vida. Gente, todo mundo tem problemas nessa vida. E não acho que a minha EM seja mais "importante" que a dor de cabeça da minha vizinha. Simplesmente porque a dor dela, é dela, e só ela sabe o que é senti-la.
Nós, esclerosados desse mundo, sentimos muitas coisas em comum. Muitos sintomas parecidos. E pelo que eu vejo, a grande maioria está encarando a EM como mais um fato da vida. São pessoas que buscam ser felizes, seja lá o que for a felicidade para cada um.
Para mim, ser feliz é sentir-me bem com quem eu sou, com o que faço e com aquilo que tenho. Nisso incluo a aceitação da EM e o amor da minha família. E sendo feliz, busco coisas que possam aumentar meus momentos de alegria e minimizar as minhas tristezas e medos, que obviamente, existem.
Ontem escutei uma frase que achei fantástica, e que fechou com o que eu estava pensando: a felicidade não é algo inalcancável, ela está onde a colocamos.
Se eu colocar a minha felicidade na cura da EM, ou numa vida sem nenhum sintoma dela, provavelmente, não seria feliz. Mas como a minha felicidade está em mim, e não em uma coisa externa, posso dizer com todas as letras que sou feliz.
Quando escrevo aqui, não é para minimizar o que é a EM e o que ela nos traz, mas para mostrar que é possível viver com ela e ser feliz. E como eu não sou nenhuma super-mulher com poderes mágicos, acredito que assim como eu, todos podem ter a felicidade dentro de si. Espero que todos a encontrem um dia.
Até mais queridos!
Bjs

8 comentários:

  1. Olá!!!
    Muito bom ler seu blog,hoje tava num dia de fossa, como toda segunda por causa da medicação, tb sou portadora de EM.Legal saber que não sou uma ET no mundo. aah valeu!

    ResponderExcluir
  2. Uauauauauaua, pensei que vc ia botar meu email todo, ufa, vi que foi só uma frase, e nem tá entre aspas, logo, parece sua! hehehe


    ‎"E o mundo vai ver uma flor brotar do impossível chão."

    ResponderExcluir
  3. oi Bruna, lindo o q estcreveu...
    devemos ser felizes sempre, não importa como!
    o Felipe meu esposo tb tem EM, e eu acho ele um exemplo de alegria, de superação, de força...
    Ele saiu do hospital numa quinta e na segunda já tava trabalhando, ele é uma pessoa pra cima alegre, contagiante... E é por essas e outras q eu o AMO demais, não importa o que ele tenha, ou o q tenhamos q passar vou estar com ele sempre pro q der e vier... Ser feliz é simplesmente VIVER...
    sabe descobrimos a EM dele em Maio, e agora acabamos de descobrir q estamos grávidos, e nosso filhote vai nascer em Maio, qd estará fazendo 1 ano da EM...
    Coincidencias a parte esta criança esta vindo para nos fazer muitooooo feliz...
    Bjs Tati

    ResponderExcluir
  4. Tati querida, tenho certeza que essa criança vem só pra trazer alegrias! Fiquei muuuuuuuuuuuuito feliz com a notícia dos novos grávidos!
    Bjs a todos!

    ResponderExcluir
  5. A EM pode ser branda com algumas pessoas e muito cruel com outras, por isso fico indignada quando leio matérias na internet, algumas escritas por médicos, que minimizam nosso sofrimento e banalizam a EM.
    Pronto desabafei... hi,hi,hi...

    CONCORDO TOTALMENTE COM O QUE ESCREVESTES E QUE TEXTO LINDO BRUNA!

    Tenho EM a quase 15 anos e procuro conviver com ela da melhor maneira possível. As vezes se torna uma mala sem alça, mas boto em baixo do braço e vamos lá.
    Não ouso reclamar pois têm coisas bem piores. Dores e sofrimentos inimagináveis, dos quais alguns presênciei quando fiz pulso baixada na emêrgência da Santa Casa.

    Tenho minha mãe e meu irmão que são pessoas maravilhosas as quais amo mais que tudo, meu Doutor que é o meu anjo da guarda e muitos amigos, por isso: "Sou feliz e agradeço por tudo o que Deus me deu."
    E "deixa a vida me levar..."

    Beijos querida e fica com Deus.


    PS.: Parabéns Tati!!!

    ResponderExcluir
  6. Belo texto, bem reflexivo!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Bruna... mais uma vez vc conseguiu expressar o q nos esclerosados sentimos...
    Nao somos o pior da terra, contudo nao estamos acima do bem e do mal...
    bjo gde

    ResponderExcluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.