sexta-feira, 16 de julho de 2010

Dançando

Oi amigos, blz?
Vocês não vão acreditar de onde que eu to chegando: de uma aula de dança.
Siiim! Já que estou com bom equilíbrio (e boa vontade, diga-se de passagem), resolvi voltar a dançar.
Já contei por aqui que dancei numa cia. de dança do ventre né?
Se não contei, tá contado. E a dança é uma das poucas coisas que a EM tinha me "tirado" e que eu sentia falta. Agora não preciso mais sentir falta dela.
Fiz uma aula experimental, pra ver se o corpinho aguenta. Como voltei sem dor e sobrevivi à aula, vou me matricular em agosto.
Vou fazer dança do ventre na Cadica, a única academia de dança que recebeu bem a minha irmã (lembram da história do início do ano, do ballet? Leia aqui ). Já que falei o nome de quem não nos aceitou, tenho que falar bem de quem nos recebeu bem.
Aliás, a academia é muito democrática. Pessoas de todas as idades, gostos, etc., podem dançar lá. E o melhor: mesmo gente malacabado, rengo e talz, se sente bem lá dentro, porque são respeitados os limites de cada pessoa.
A-do-rei!
Acho que vai dar certo. Vou contando a evolução das aulas. Quem sabe eu volto a usar a única roupitcha de dança que eu guardei... hehehe
Até mais!
Bjs

8 comentários:

  1. É isso aí Bruna!!!
    Dançar é tudo de bom e a dança do ventre é linda.
    Antes da EM eu dançava de tudo um pouco, sempre amei dançar, fiz curso de Lambada e dançava muito bem. Cheguei a dar aulas em academias.
    Não consigo mais dançar, mas gosto de ver pessoas dançando. As vezes danço sentada, hi,hi,hi...
    Sabe que dá. É só usar a imaginação...
    Eu caminho com auxilio da minha amiga a bengala canadense, mas dançar não dá, nem com a bengala. Ficaria engraçado,né?!! Hi,hi,hi... Derrepente...
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Poxa Bruna...q alegria ver q retomou o equilibrio....Eu inda estou um tanto "desequilibrada" a EM tb me tirou a dança, se e algo q me deixaria mega feliz, seria voltar a dançar. Conte-nos sim o progresso...sorte linda!

    ResponderExcluir
  3. Que bom Bruna!!!
    Vai contando pra nós a sua evolução!
    Fico feliz por esse prazer em sua vida!
    bjaooo

    ResponderExcluir
  4. Exercícios físicos diminuem a minha dor. Mas sempre em locai com ar condicionado e dentro das minhas possibilidades. Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Bruna!! Acabei de conhecer seu blog. Tb tenho esclerose múltipla, diagnósticada há 08 horas (2002), embora o primeiro sintoma tenha surgido em 1996, com formigamentos pelo corpo, porém, sendo tratada como estresse (devido à ápoca de faculdade - segundo o médico).
    Até o momento (e, se Deus quiser) por muito tempo, me sinto privilegiada por não ter limitações que me impedem de levar uma vida normal. Tenho uma filhinha de 04 anos; sou divorciada; namorando há um ano, um cara muito bacana. Mas me sinto, muitas vezes, cansada, nervosa...e, no último surto (que também podem ser considerados poucos, pelo tempo da doença) surgiu a dificuldade de locomoção. Teimei com meu médico e não me internei. Pedi para ir ao hospital todos os dias (05) para fazer a pulsoterapia e voltar prá casa. Ele brigou comigo, mas, mesmo assim, insisti com ele e assim fiz. Afinal, tenho uma filhinha para cuidar; moro sozinha com ela; meus pais moram no interior e graças a Deus, Ele me dá força para reagir e lutar contra essa doença. Aplico o interferon beta em dias alternados e sigo a vida, conforme a vontade de Deus, que tem sido O PAI. Um abraço. Marinez

    ResponderExcluir
  6. parabéns Bruna, eu dancei ballet a minha infancia toda q adolescencia... só parei qd entrei na facul... dançar faz bem pro corpo e pra alma, não importa o tipo de dança...
    o Felipe, meu esposo, que tem EM já parou a fisio, já recuperou a força equilibrio e coordenação, agora ele tem q escrever e pintar pra recuperar a motricidade fina da mão. nós te enviamos um email, dá uma olhadinha e quando puder responde...
    Beijos e parabéns por toda sua coragem, te admiramos... bjs Tati

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Bruna, continue contando pra nós tua evolução. Já te disse que admiro muito a tua força e a que passa pra todos. Estou muito contente tbém com meu marido, ele retornou pra natação e está muito feliz, qdo ele teve o surto ano passado ele parou com a academia e estava num ritmo muito bom, agora retornou e está com uma boa evolução.
    Bjs

    ResponderExcluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.