segunda-feira, 10 de junho de 2013

O que eu trouxe na mala

Oi gentes, tudo bem?
Nossa... tanta coisa pra contar! Acho que vou contar em partes pra não cansar ninguém, nem eu de escrever nem vocês de ler.
A viagem começou tensa e acabou intensa!
Acreditam que meu voo foi cancelado? Cheguei no aeroporto as 5h da matina e tinham cancelado: aeroporto daqui e de Congonhas fechado. Pudera, a neblina era tanta que não dava pra enxergar nada. Aí vai a Bruna pra fila do check-in pra ver onde colocam ela. 1h de pé na fila. E não adiantava ser prioridade, porque o aeroporto estava um caos com todos os voos atrasados ou cancelados. O negócio era esperar.
Me colocaram num voo as 9h, pra Guarulhos. O voo saiu só as 10h30min. E aí eu pergunto pra vocês: e o café da manhã? Nadica de nada. E pessoas com fome, trancadas dentro dum ambiente fechado (no caso, o avião) é um perigo. Eu pedi educadamente água para o comissário. Ele disse que não tinha. Aí um outro passageiro foi mega grosseiro com ele e, magicamente, apareceram bandejas com água e balinhas. Depois, durante o voo, eu chamei o comissário e disse: viu só amigo, se você atendesse com presteza as pessoas que são educadas com você, não precisaria começar o dia ouvindo um "vai toma no c*" duma pessoa grosseira. Podia ter evitado né?
É incrível isso de tratarem super bem quem te trata mal.
Enfim, uma hora e meia depois cheguei em Guarulhos, liguei pro Gustavo pra dizer que eu tava perdida e descobri que ele tava mais perdido do que eu, porque tinha ido me buscar em Congonhas... hehehehehe. Colocar dois esclerosados pra programar um negócio dá nisso... (sim, eu faço piada com isso :P).
E aí, quem nos salvou: mamãe! As mães sempre nos salvam. Obrigada Maite! Aliás, quero deixar aqui, publicamente, meu agradecimento à toda família do Gustavo e amigos que me acolheram e me fizeram sentir em casa.
Eu fui pro encontro de blogueiros, mas sem querer desmerecer o evento (que foi ótimo e eu postarei mais detalhes nos próximos dias) o mais legal mesmo foi ter conhecido as pessoas que eu conheci.
O Gustavo, o Jota, a Bia e o Marcelo são amigos queridos que conversam comigo quase todos os dias e eu ainda não sabia o tamanho do abraço de cada um. Agora, quando eu ler uma mensagem de cada um de vocês, eu vou poder lembrar do jeito de falar, do sotaque, do ritmo. Eu acho isso muito bom!
Fora isso, vocês são pessoas super especiais pra mim. É engraçado a forma como as coisas acontecem e como as pessoas entram nas nossas vidas. Mas vocês quatro, que também não se conheciam, entraram na minha vida em momentos específicos e me falaram exatamente o que eu precisava ouvir (ou no caso ler) naquele dia. Acho que não foi por acaso que nesse domingo estávamos juntos.
Foi muita emoção pro meu coraçãozinho! Intenso!
Mas vocês viram como eu me segurei? Só chorei quando uns foram no banheiro, outros comprar água e eu me vi ali, sentada no banco do parque sem saber onde colocar tanta alegria. E eu tinha tanta coisa pra falar pra cada um de vocês, mas na hora me faltou palavras, ou coragem pra começar a falar e chorar ao mesmo tempo. Porque é uma emoção muito grande poder tocar, rir junto com pessoas que fazem parte do meu dia a dia, mesmo que de longe. E quando a emoção é tanta que não cabe no peito, transborda pelos olhos...
Mas de agora em diante estaremos mais perto mais vezes.
Essa viagem me rendeu muitas emoções, amigos, conhecimento, projetos e trabalho. Ou seja, super valeu a pena!
"Mas Bruna, você não ficou cansada? Tá sem dor e fadiga pra ter feito tudo isso?" Fiquei cansada sim, senti fadiga sim e hoje tá me doendo até o lóbulo da orelha. Mas valeu a pena! Faria tudo de novo. Até porque, se eu fosse esperar o dia que eu não tivesse dor pra fazer alguma coisa, jamais teria feito alguma coisa. A gente tem que saber medir o que vale o esforço. Sem dúvida o esforço que fiz pra ir e voltar de São Paulo não se compara a alegria que eu trouxe dentro de mim. Alegria de conhecer amigos tão queridos. Alegria de partilhar ideias com pessoas que acreditam nas mesmas coisas que eu. Alegria de ver pessoas que fizeram um blog fazer a diferença na vida de outras pessoas. Conhecer a AME, que é algo com que eu sempre sonhei mas não tinha competência de fazer e o Gustavo acreditou e fez. Ver que quando eu falo de Esclerose Múltipla de uma forma otimista eu não falo mais sozinha.
Tem coisas que a gente faz e cansam. Tem outras que podem até dar uma cansadinha, mas dão uma energia, um gás que acaba fazendo com que o cansaço seja minimizado. Essa viagem me deu energia pra trabalhar muito e por muito tempo.
Marcelo, Eu, Jota, Gustavo e Bia tomando um solzinho no Ibirapuera

O que eu trouxe de São Paulo foi um coração cheio de emoções e uma cabeça cheia de ideias.
Até mais!
Bjs

p.s.1: na volta a TAM serviu lanche decente (miniwrap de peito de peru com coca cola). Quase perguntei se aquilo era deboche.
p.s.2: cheguei na hora em que a seleção da França ia embarcar e passei por eles antes de sair. Nesse momento vi pra que tinha aprendido francês, pra poder perguntar (mesmo sabendo que eles tinham perdido) quanto tinha sido o jogo... heheheheh.

20 comentários:

  1. Ser bem recebida, neste caso, foi apenas a demonstração da alegria de sua presença!
    Nossa casa estará sempre aberta...venha sem avisar!!! (digo em nome da família e da AME).
    Forte abraço,
    Seu amigo, esclerosado...
    Gustavo San Martin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gustavo! Já sabe que eu volto né!?
      Bjs

      Excluir
  2. Valeuuuu Flor !

    Que emoção poder compartilhar um abraço,um sorriso e conversar com você. E ainda conheci pessoas incríveis:Jota,Gustavo e Bia. Você Bruna sempre estará cercada por pessoas que te adoram e te querem bem.Pois você semeia o amor e contagia a todos.Como disse o Gustavo quando me perguntou se eu também tinha esclerose e respondi que não e disse - mas estou com vocês e não abro.torço para a Bruna e para vocês também - e o Gustavo me respondeu "Então você é um torcedor".
    Sim,é isso mesmo!
    Eu sou um torcedor que torce pela Bruna e por todos vocês.

    Obrigado Bruna !

    Seu amigo que torce por ti...
    Marcelo de Barros Ferreira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou foi tempo pra tanta conversa né?
      Meu querido amigo e torcedor! Sabe que um time não é nada sem torcida né?
      Bjaaaaum!!!!

      Excluir
  3. Bruna, que alegria, mega feliz que tenha valido a pena vir para nossa terra da garoa.. (estou em Soroca City, mas morei muito tempo por lá...rs..)
    Falando em cansar, fui à uma festa infantil ontem à tarde, rolou a maior balada, muita dança, e a EM me esqueceu... foi ótemo !!!
    Beijos, Simone J.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Festinha infantil é tudo de bom né?
      Bjsss

      Excluir
  4. Bem vinda de volta ao blog, meu amor!
    Senti muita peninha de não poder me encontrar com você e participar dessa confraternização. Mas, sabe como é a "veíce" né? Que bom que tudo deu certo e você até conseguiu beber água na viagem! Acho que vc deveria mandar um email para a companhia aérea para agradecer, afinal água é uma especialidade rara!
    E, também não acho que o passageiro foi grosseiro. Ele disse exatamente o que o comissário merecia ouvir ao negar um simples copo d'água! Absurdo! Bj. Bruninha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heheheheh... tens razão Marlene!
      Qualquer hora eu me programo e vou te alugar aí na tua cidade! ;)
      Bjaum

      Excluir
  5. Oi querida, olha você é uma sortuda que bom que é compartilhar com pessoas iguais a gente que sentem tudo o que sentimos e vive no dia a dia todas as dificuldades que passamos e pelo que deu pra notar você tava se sentindo muito bem.Ah,até fiquei com um pouquinho de ciúmes mas um dia a gente se conhece né.Bjosssssssss,Zildelena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica com ciúmes não que qualquer dia vou aí comer pão de queijo!
      Bjs

      Excluir
  6. Bru! Não dá pra transcrever a emoção que foi te conhecer ao vivo! Amei poder te dar um forte abraço e dizer o quanto vc me ajudou num momento tão dificil da minha vida.
    Aliás, foi tri bom! Gustavo, Jota, Marcelo! Foi muito legal passar o domingão junto com vocês, espero repetir o encontro mais vezes!
    Contem comigo sempre em Sampa, tô junto com vocês neste barco (ou banco!) rsrsrs.
    Bjão Bru!
    Bia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O banco balançou tanto que poderia ser chamado de barco! hehehehehe
      Muito feliz em te conhecer e poder contar contigo Bia!
      Bjaum

      Excluir
  7. Nossa essa eu perdi, só de saber que foi tão emocionante fico feliz! Eu nao podia deixar de ir no niver de 2 aninhos da minha sobrinha, foi um motivo maravilhoso, mas mesmo assim fiquei sentida!
    Bem, vc pode até sentir dor, fadiga, mas a sua disposição Bruna é foda, falei pro meu marido " a danadinha jã escreveu no blog, afff"!
    Depois me conta como foi tudo tá?
    Bjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, pelo aniver, td bem... mas que perdeu, ah, perdeu! Heheheheh
      Eu tava cansada pra escrever, mas não consegui segurar dentro de mim as palavras né...
      Aliás, Fabi, mesmo não estando lá, tu estavas presente. Temos planos e logo logo entro em contato te passando as coordenadas...hihihi ;)
      Bjs

      Excluir
  8. Assim não dá galera!!! Vocês vivem estas emoções e aventuras e eu fico por aqui toda emocionada com estes depoimentos! Que massacre a este coraçãozinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo a gente se encontra e vive essas emoções juntas!
      Bjs

      Excluir
  9. OII SENHORITA, TUDO BEM? TENHO UM BLOG MAIS OU MENOS ASSIM TAMBÉM, COMECEI A POUCO TEMPO E VI O SEU NA REVISTA DA NOVARTIS, GOSTEI MUITO DO SEU E TAMBÉM TENHO EM. UM BEIJO E PARABÉNS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo!
      Dei uma olhada no seu blog e torço para que tenha vida longa!
      Ah, e qualquer coisa, dá um grito.
      Bjs

      Excluir
  10. É Bruninha. A coisa é como você sempre diz.
    A danada gosta mesmo é de morar no corpo de gente bonita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é verdade? Eu ia dizer isso no post, mas sabe cumé, com uma foto dessas nem precisa dizer nada né?
      Cada dia mais eu comprovo a minha tese.
      Bjaum!!!!

      Excluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.