domingo, 14 de outubro de 2012

Minha (falta de) dieta

Oi queridos, tudo bem?
Comigo tudo ótimo! Aqui em casa os quadros já estão nas paredes, as cortinas instaladas, as redes de proteção pros gatos não se atirarem também. Isso toma um tempo e tanto. E morar perto da Redenção num feriadão de muito sol e tempo bom fez com que eu ficasse afastada da internet. Não dá pra ficar dentro de casa numa situação dessas né?
Bom, isso pra explicar porque não escrevi nada durante o feriado.
Mas, nos últimos dias respondi muitos emails de pessoas perguntando qual é a minha dieta. Como elas não me conhecem ao vivo, certamente não querem saber como eu fiquei com esse corpitcho esbelto (huhauahuahuahuauhauha), mas querem saber o que é ou não adequado pra quem tem EM, que usa essas medicações que a gente usa, etc.
Então, vou revelar pra vocês uma coisa muito séria: não dou a mínima bola praquilo que eu como ou deixo de comer. Como o que eu quero, quando eu quero e o tanto que eu quero. E sabe que tem funcionado? Hehehehe
É bem verdade que eu sempre tive gostos saudáveis. Sabe aquela propaganda que o menino implorava pra mãe comprar brócolis (ou era espinafre? não lembro direito...), pois então, eu era assim quando pequena também. Minha mãe tá aí pra não me deixar mentir, minha salada preferida era de cebola.
Na minha casa sempre tivemos muitas frutas e saladas e essas coisas que dizem que faz bem. Passei a infância pendurada em pitangueiras, jabuticabeiras, ameixeiras e laranjeiras. Também tinha uma hortinha com as coisinhas que comíamos na mesa do almoço. Acho que isso ajudou pra eu ter um gosto, digamos assim, saudável. Fora isso, peixe sempre foi um clássico na mesa da família.
Mas também nunca deixamos de comer xis (adoro xis coração e xis picanha com bacon), pizza, sorvete, refrigerante, cachorro quente, mac donalds, torresmo, pastel e, é claro, o churrasco nosso de cada domingo.
No freezer sempre tem sorvete e na mesa da sala, um baleiro com jujubas. Abrindo o armário, sempre tem chocolate. E Deus nos livre de faltar o bacon pro feijão.
Ou seja, tudo sempre foi liberado aqui em casa, graças a Deus. E acho que, por ser tudo liberado, sempre comemos com moderação cada uma dessas coisas. Minha mãe sempre diz: o importante é o equilíbrio. E eu cresci acreditando nisso.
Minha saúde (fora a EM) é de ferro. Dificilmente ficamos doentes aqui em casa. Nunca tive um problema de estômago. Nem nenhum tipo de anemia. E meu intestino funciona muito bem, obrigado (menos quando eu viajo : P ).
E, acima de tudo, acho um saco aquelas pessoas que, depois que tem um diagnóstico pautam até o seu cardápio em cima da doença. Claro, existem doenças que exigem isso, como as intolerâncias à certos tipos de alimentos, a diabetes, algumas anemias e mais algumas outras. Mas quando a doença não exige isso da gente, ficar neurótico é bobagem!
Se a sua alimentação for baseada em fast food, frituras e refrigerantes, lógico que você precisa mudar esses hábitos já! Mas não por causa da EM, é pela sua saúde em geral.
Mas deixar de comer o que se gosta ou inventar de tomar uns sucos e batidas e receitas mirabolantes,  que quase sempre são ruins pra dedéu, eu acho perda de tempo e de vida!
Uma vez eu tive que fazer dieta pra emagrecer e achei aquilo um martírio. Porque sopa toda noite é uma coira horrível e gelatina diet não é doce nem aqui nem na conchinchina... mas, foi necessário porque eu tinha engordado afu mesmo. Descuidei e enfiei os dois pés na jaca aquela vez... heehehehehehe
Ok, talvez eu só diga isso porque aqui em casa temos uma alimentação balanceada, comemos muita fruta e verdura, peixe, carne branca, arroz e feijão. Mas ter que pensar na EM até na hora de comer, é dose!
Fora o fato de que, quase tudo que eu gosto de comer (principalmente fora de casa) ser considerado cancerígeno ou faz mal ou engorda! Não adianta me falarem que Coca-cola é cancerígeno... volta e meia eu vou acabar tomando. Eu tomo cerveja e vodka gente, não vai ser uma Coca que vai me matar.
Como diria o Rei, Roberto Carlos, será que tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda?
Talvez sim, mas vou levando assim, que tá bom demais!
Então, respondendo a todos que me perguntaram e aos que pensaram em perguntar: não, não faço nenhuma dieta especial por conta da EM.
Boa semana!
Até mais!
Bjs

P.S. 1: tento comer menos doce quando estou fazendo a pulsoterapia, senão, além de inchar, engordo de verdade. E também tomo muita água o dia todo. Quando faço a pulso, tomo chá de osmarim pra diminuir o inchaço ; )

P.S.2: pra quem curte fazer dietas, tem um "movimento" de comidas que fazem bem pro cérebro... pelo que eu andei lendo das "brain foods", não é nada de extraordinário ou feita de comidas que eu não coma. Então, se você acha que precisa de uma, essa talvez seja uma boa ;)

8 comentários:

  1. Uma amostra da comida por aqui: http://www.youtube.com/watch?v=fjF6OwIH-hM
    hehehehehehe

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, Bruna! Onde você arruma tanta criança linda pra colocar aqui??? Tenha piedade, sou apenas uma pobre futura-vovó carente de primeiro neto!!! Fico babando quando você me aparece com esses fofinhos! Snif...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai ai ai Marlene, vou te colocar junto com a minha mãe e minha tia, as avós sem netos...ehhehehe. Eu já avisei aqui em casa, que só falta um pai pros meus filhos, esse pequeno detalhe...ehehehhe
      Bjsss

      Excluir
  3. Aline Kemmerich Marek17 de outubro de 2012 17:12

    oi Bruz.. faltou colocar que você tomava "água com bolinha"
    saudade enorme... bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu não acredito no que eu tô lendo... Aline, minha flor, que saudadeeee!!! Como tu tá? Por onde tu anda?
      Agora na mudança me peguei olhando nossas fotos no colégio, momento nostalgia total.
      Te mandei um email há alguns meses mas acabou retornando, tu deves ter trocado. Me manda um email pra eu ter teu contato: bruna.rochasilveira@gmail.com
      Te amo querida! Muita saudade! Bjsss

      P.S.: a água com bolinha tá na geladeira sempre! Hehehehe

      Excluir
  4. Parabens pela estrutura e conteudo de seu blog, Forte abraço Renato Artesanato em MDF

    ResponderExcluir
  5. Ja ouviu falar da dieta da Dra Terry Wahls? Acho que vale a pena experimentar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi sim. Tem vários vídeos dela no youtube e como fazer. Mas, eu, sinceramente, não acho que valha a pena experimentar (pra mim). Se alguém experimentar, me conta depois ;)
      Bjs

      Excluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.