segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Só boas notícias

Oi queridos, tudo bem?
Estou chegando em casa depois de um dia cheinho de coisas boas. E coisa boa a gente espalha, certo? hehehe
Comecei o dia voltado pro Pilates. Estava fazendo falta os exercícios, alongamentos e papos com as meninas da Vittacare ;-)
Até o presente momento, nada dói mais do que o esperado do dia. Ou seja, deu certo! hehehe.
Bom, depois do almoço, resolvi fazer um passeio delicioso na Feira do Livro. Morar em Porto Alegre e não ir à Feira é quase pecado mortal...
E, como vocês sabem, sou viciada em livros. Mesmo tendo os e-books no meu tablet (tô muito fina né?), gosto do papel, do pó do papel, de folhear as páginas e rabiscar nas folhas.
Obviamente não consegui voltar sem fazer comprinhas básicas nos balaios de livros baratésimos da Feira. Ainda volto lá pra gastar mais até o final da Feira. Mas, o mais importante do passeio de hoje, é que caminhei, e caminhei e caminhei um pouquinho mais e depois, caminhei mais um pouco ainda.
Sim, tá doendo um pouco as pernocas. Mas eu conseguiiiii!!!!!
Não, é lógico que eu não carreguei minhas sacolas de livros. Uma diva não carrega sacolas... hahahahaha.
Tadinha da minha mãezinha, tão pequeninha mas vale por duas. Carrega as duas filhas pelo centro da cidade e ainda as sacolas da "mala" da fedelha mais nova, no caso, eu.
Não esperem dicas de livros. Sou péssima pra isso.
Impressões gerais da feira esse ano: não notei grande diferença na reforma da praça; os livros que eu quero nunca estão em promoção (:-P); é um exagero o número de livros de auto-ajuda e esotéricos que existe nesse mundo; eu quero um "livro almofada" infantil (pode ser das princesas), os livros infantis são cada vez mais lindos e irresistíveis; com menos de R$15,00 dá pra fazer a Bruna feliz... hehehehehe...
Quem estiver em Porto Alegre, reserve um dia e dê um passeio pela Feira do Livro. Vai até o dia 15 de novembro (dia que eu volto lá olhar o que sobrou e colocaram em promoção) e tem um mundo de possibilidades disponível pra todos.
Além dos livros, tem oficinas e encontros com escritores (http://www.feiradolivro-poa.com.br/).
Bom, vou me despedindo porque, se eu fiquei o dia todo fora de casa, quer dizer que meu trabalho não andou uma vírgula hoje... hehehehe.
Feliz da vida!
Até mais!
Bjs

P.S.: ontem fui num almoço e fiquei emocionada ao ser reconhecida pela Iara, leitora do blog que veio conversar comigo. Adorei te conhecer Iara! Bjs

8 comentários:

  1. Bruuuu; boa noite querida!

    Incrível como num consigo mais ficar nem um diazinho sem passar por aqui =)
    E aí como estas menina? Vejooo que bem né?

    Poxa tenho o mesmo problema com LIVROS, meeeeu tem uma livraria dentro da minha faculdade e tem livros por R$ 10,00... não são todos de neuro (área que pretendo me especializar) mas entrei esses dias lá e voltei pra casa parecendo um burrinho de carga, com trilhares de livros, não sei quando terei tempo para ler todos, pois com o treinamento da TEVA tenho lido muuuuito sobre EM e sistema nervoso central... maaaas um lerei eles hehehe assim que tiver um tempinho, poxaaaa Bruuu assim que souber de um evento aqui em Sampa venha me conhecer hahaha, não te conheço pessoalmente mas espiritualmente temos muuuito em comum...

    Flooor fica com Deus...
    Otima terça e amanhã volto ok... haha
    Beeeeeeeeijo DIVA

    ResponderExcluir
  2. Feirante,diva! Meu filho ganhou do pai dle,um livro desses. Vou guardar p sra. É fofo! Tô me sentindo bem ruim. Se n,corria p feira.

    ResponderExcluir
  3. Eu também adorei te conhecer pessoalmente.
    Beijos,
    Iara.

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna!!!
    Que legal!!! Ótimas notícias!!! Adorei...
    Caminhar bastante na feira do livro é d++++++... Parabéns amiga!!!

    Ir à feira do livro, prá mim não dá... bem que a prefeitura, com subsídeo de empresas interessadas, poderia colocar na feira do livro, no brique, etc... cadeiras de rodas comuns e motorizadas, para emprestar, assim como alguns shoppings fazem. O problema seria andar com as cadeiras naquelas calçadas, mas quem sabe né?!!

    Até amanhã na AMRIGS.
    Beijos querida,
    Neyra.

    ResponderExcluir
  5. cristina zeron Terhoch9 de novembro de 2011 09:17

    Como é bom saber que voce teve um dia Super Agitado e Bom. Fiquei muito feliz!!!!!!
    Um dia , não sei quando e nem como , sei que vamos nos conhecer pessoalmente (moro em Jundiaí meio longe rsrs)
    Você e a Tuka estão presentes na minha vida desde o diagnóstico do meu marido e sem voces não sei o que faria.
    Quero conhecer a sua mami tb , ela deve ser muito especial.
    beijo
    Cris

    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna!

    Nos conhecemos na Amrigs ontem, lembra??
    Tô adorando o blog!!! Só não encontrei o teu e-mail, por isso tô deixando essa mensagem aqui mesmo!

    Gostei muito da Dra. Maria Cecília, e pretendo marcar uma consulta com ela em breve!

    Meu e-mail é flores.beta@gmail.com
    Beijinhos!
    Roberta Flores

    ResponderExcluir
  7. Juliana, esse vício é ótimo! E daí que a gente enche a casa com zilhões de quilos de papel né? Hehehe Adoro!!!

    Sheron, acredita que quase abracei um daqueles livros na feira? Hehehehe. Mas aí lembrei que tenho 25 anos né... :P

    Iara querida, bom te "ver" por aqui!

    Cristina, me sinto honrada por fazer parte do teu dia a dia... e sim, minha mãe é ótimaaa!!! Hehehe

    Roberta, adorei te conhecer ontem! Aguarde que te enviarei um email pra conversarmos mais ;-)

    Bjs a todos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Bruna!
    Meu nome é Betânia Monteiro e tenho algo em comum contigo! Adivinha? Tbm sou esclerosada!rsrs.. Faz uns 5 meses que descobri. Nesse momento tô jogada no sofá sentindo aquela fadiga básica e uma dorzinha na coluna,mas, confesso que colaborei para isso hj pois não respeitei meu limite. E sabe o que tem me deixado irritada? É quando não dá pra desfarçar o cansaço aí alguém que sabe que vc tem EM pergunta: " O que vc tem?" Aí tu responde tô me sentindo um pouco cansada. A pessoa fala: "Ah...Eu trabalhei pra caraca e vc é que sente o cansaço!" Dá vontade de esganar!Algumas pessoas não entendem até mesmo porque eu não fiquei com uma sequela muito aparente(graças a DEus) após o meu 1º surto, mas eu sei o que sinto, porém não fico reclamando ou falando. As vzs não é fácil principalmente quando eu tomo o interferona tá ruim de acostumar mas eu chego lá. Cara amei seu blog está de parabéns!!
    Bjão

    ResponderExcluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.