sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Seu namorado tem EM? E daí... o meu também!

Oi queridos, tudo bem com vocês?
Nesses 4 anos e meio de blog eu recebo todas as semanas pelo menos uns 5 emails dizendo: minha namorada tem esclerose, meu namorado tem esclerose, meu noivo, marido, esposa, noiva, ficante, amigo colorido, tico tico no fubá tem esclerose. A maioria dessas pessoas me escreve porque quer saber como ajudar seu parceiro, como lidar com a doença, o que dizer, o que não dizer, o que fazer, o que não fazer... uma coisa super fofa. São pouquíssimos os que dizem que depois do diagnóstico querem terminar tudo porque não aguentam o tranco. E esses, sinceramente, eu mando tomar no c*.
Bom, mas isso pra dizer que ultimamente eu tenho vivido uma coisa diferente cada vez que vou responder a um email desses. Ontem mesmo, recebi um email com o título: meu namorado tem esclerose. E quase respondi: e daí? O meu também!
É isso mesmo minha gente, tô namorando. Tô amando! E meu namorado, assim como eu, tem esclerose múltipla.
Fala sério, vocês desconfiaram disso depois do post sobre a saudade né? E alguns amigos que "frequentam" aqui o blog já ligaram nome a pessoa (seus espertinhos...).
Meu namorado (que emocionante escrever isso...meu namorado) é o Jaime, que comenta de vez em quando por aí... mas como ele prefere ser chamado de Jota, como me explicou nos primeiros emails que me enviou lá em novembro de 2012, é de Jota que eu o chamo. Se bem que agora eu também chamo de meu amor, meu bem, coração...
Demorei pra contar a novidade pra vocês porque, enfim, não é um texto que envolve só a minha experiência pessoal.
Mas e como Bruna? Quem não gosta de saber de histórinhas de amor, para por aqui.
Bom, o Jota entrou em contato comigo, como a maioria dos leitores desse blog, pra conversar com alguém sobre viver com a EM. Na nossa troca de emails acabamos vendo que a EM não era a única coisa que tínhamos em comum. Nascia uma grande e forte amizade aí. Eu confesso que, mesmo sem ter nenhuma segunda, terceira, quarta ou quinta intenção nesses emails, eu ficava extremamente feliz a cada email recebido. E porque a gente não se encontrou antes? Porque ele mora em São Paulo e eu em Porto Alegre. Não dava pra ligar e dizer: vamos tomar um café, uma cervejinha, pegar um cinema?
Mas surgiu a oportunidade de eu ir pra São Paulo duas vezes em junho, pra dois eventos. No segundo eu não tinha onde ficar e ao perguntar pra ele se conhecia um hostel honesto pra ficar, perto do evento, ele me ofereceu sua casa.
A gente se conheceu pessoalmente no Encontro de Blogueiros, que ele participou também, mesmo não sendo blogueiro (ainda...). E o abraço dele mexeu comigo desde o primeiro momento. Mas eu sou durona, vocês sabem, não ia admitir que tava me apaixonando né.
Na semana seguinte eu voltei pra São Paulo, ia ficar hospedada na casa dele e confesso que quando o vi sentadinho, lá no seminário que a gente tava participando, meu coração disparou e eu senti aquele frio na barriga sabe?
Não nos beijamos naquele dia, só no dia seguinte (20 de junho), depois dele me fazer cafuné depois do almoço e eu passar a tarde segurando na sua mão durante as palestras do seminário.
Foram dias maravilhosos, mas eu precisava voltar. E depois que eu voltei a saudade começou a apertar. Aprendemos a mexer em skype pra podermos conversar todos os dias e ficamos cuidando as promoções de passagens pra podermos nos ver. E foi isso que eu fui fazer semana passada em São Paulo: fui ver o Jota, o cara que eu amo (e não tenho a mínima vergonha de dizer isso, mesmo que algumas pessoas digam que é muito cedo) e que me faz feliz.
Fazia mais de dois anos que eu não namorava ninguém. E não por falta de vontade dos amigos, que viviam insistindo pra eu ficar com outras pessoas e nem por falta de vontade minha de achar alguém que valesse a pena. Mas o negócio é que eu não estava achando né.
É complicado achar alguém que tope ficar comigo e com todos os kits que eu carrego: esclerose múltipla, vida acadêmica, blog, família, causa social, etc. É complicado encontrar alguém que acompanhe meu ritmo às vezes lento. É complicado encontrar alguém que não vá me atirar na cara, em algum momento, que perdeu tempo com uma pessoa doente (sim, isso já aconteceu e não foi só uma vez).
E, sinceramente, eu achava que merecia estar com alguém bacana, sabe... E aí, quando eu já não esperava encontrar esse alguém especial, quando eu tava já resignada a ficar sozinha, a vida me dá esse presente, me apresenta o Jota, esse cara que tem kits semelhantes aos meus, que é adorável, admirável, inteligente, lindo, apaixonante. E, bom, eu me apaixonei né.
Acontece que agora eu também tenho um namorado com esclerose, que anda meio desequilibrado (como eu), que toma medicações (como eu), que tem medo do que a EM pode fazer (como eu). Viver e conviver com a EM não é algo novo pra mim como é pra maioria dos namorados e namoradas de esclerosado, mas estou vivendo, pela primeira vez essa coisa de querer cuidar, de querer estar junto pra ajudar, de tentar entender todos os dias como ele está se sentindo. Sim, eu sei que é assim também pra quem não tem EM, mas quem tem sabe como pode ser complicado essa coisa de um querer sair passear e o outro não conseguir se mexer pra sair da cama.
O mais complicado pra nós dois é a distância. Até a gente conseguir ficar mais próximos, o negócio é encher os bolsos da TAM e da Gol. Agora além de sintomas de EM, tenho sintomas de saudade, todos os dias.
Não se preocupem, não vou ficar escrevendo fofurinhas melosas só porque eu tô amando não. Até porque, mesmo contando minha vida aqui, muitas coisas dela ficam só pra mim. Acho que tem coisas que só dizem respeito a mim e a quem vive comigo. Mas queria contar pra vocês a novidade, primeiro pra compartilhar com pessoas que eu gosto e que gostam de mim esse grande momento de felicidade. Segundo, pra dizer aos namorados e namoradas que eu entendo vocês. Entendo quando vocês me dizem "eu sentiria as dores por ela pra não vê-la sofrer", "eu tomaria o remédio ou teria os efeitos colaterais por ele". A verdade é que a gente não pode eliminar essas coisas ruins, não há pó mágico que cure ou tire a dor. Mas eu garanto pra vocês que a companhia e o amor diminuem o sofrimento. E eu digo isso como esclerosada que se sente mais viva, com mais ânimo e mais vontade de continuar porque se sente mais completa.
Não que eu não me sentisse feliz antes. Eu era sim. Mas o Jota chegou pra preencher um espaço que estava vazio e eu nem sabia que existia. Faltava algo e eu não sabia. E agora, não consigo mais imaginar a vida sem.
E não tem nada a ver com a esclerose. Tem a ver com a pessoa que ele é. Ele tem EM? Bom, tem... e daí? A EM não define nem a mim, nem ele, nem ninguém. É só mais uma coisa pra gente aprender a conviver. Estou com ele porque era pra ser. E vai ser. Estou com ele porque ele me faz feliz, porque eu me sinto uma pessoa melhor ao seu lado.
E como faz pra dois esclerosados desequilibrados andarem juntos de mãos dadas? É como dançar minha gente... um pega o ritmo do outro e consegue seguir a dança. Como diz aquela musiquinha "só sei dançar com você, isso é o que o amor faz..."


Jota, meu bem, estou contigo porque desde o primeiro momento que te vi eu sabia que era você. E a cada dia que passa minha certeza aumenta. Obrigada por mandar aquele email em 2012. Obrigada por fazer parte da minha vida. Obrigada por me fazer sorrir. Obrigada por me aceitar assim, do jeito que eu sou.
Agora os românticos suspirem, os amigos torçam e os invejosos se roam...
Jota, meu bem, "se for pra tudo dar errado, quero que seja com você". Escrevendo esse post fiquei cantarolando essa música que acho que tem tudo a ver:



Até mais amigos!
Bjs

P.S.1: Já conheci a família e amei! Obrigada por me receberem tão bem. Adorei vocês! Os amigos também ;)
P.S.2: o ruim de morar longe é que o contador de saudades está sempre sendo reiniciado... mas é legal ficar na contagem regressiva.





46 comentários:

  1. Adoreiiii!!!Vc merece tudo de bom!!bjs saudades
    Sara Presta

    ResponderExcluir
  2. OMG que coisa mais liinda! Amar é tão bom, faz um bem danado! E ser amado é tão bom quanto! Namoro faz 6 anos, tenho 3 de diagnóstico! Um dia, meio deprê disse pra ele "desculpa se no meio do caminho eu dei defeito, tipo um liquidificador que vc compra, daí chega em casa e descobre que não é a voltagem que vc queria, ou não funciona do jeito que vc quer.." Daí, ele suuuper maravilhoso que é, disse "e se eu gostar mais do liquidificador com defeito?" e me deu um monte de beijos <3 Me sinto feliz por ter uma pessoa do meu lado que me apoia e me ama do jeito q sou ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofura Suzi! Tem uma musiquinha que diz assim "quero você com defeitos e sem garantias, pra nunca mais te devolver"... acho que é esse caso... heehehhe
      Bjs e felicidades pra vcs!

      Excluir
  3. Huhuu! Até que enfim vc contou o grande segredo dos últimos meses! Mas, como eu sei o que é um grande amor, suspeitei desde o início que o seu coração andava deveras ocupado. Se ele te faz feliz já é meu amigão! Te amo mocinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heheheheh... Tu vai amar ele também Marlene! Beijão!
      p.s.: cadê meus emails hein mãezinha? Heheheheh

      Excluir
  4. Amiga desejo toda felicidade do mundo pro casal, fiquei muito feliz por você, e já gosto do Jota porque ele te faz feliz. Beijão Aiai...... o amor é lindo

    ResponderExcluir
  5. Bruna, que maravilha, fico muito feliz com a notícia, principalmente porque tu está feliz. Se tudo der certo, quero estar no evento da Agapem dia 31. Aqui faremos no dia 30 mesmo, na Praça central. Sendo assim fica mais fácil para estar com vocês neta data importante para nós. Quero te dizer que no momento estou daquele jeito, com um lugar vazio e sem saber que ele está ali, quer dizer, agora eu sei, mas até ler teu post não lembrava dele. Um beijão querida. Sabe que te admiro desde aquele e-mail se não me engano em 2010 que te enchi de perguntas. Um grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos vemos dia 31 então! Como vai ser o evento do dia 30? Manda as informações que, conforme for, posso ir aí também! Bjs

      Excluir
  6. Querida Bruna!

    Viva o amor, com amor o amor se torna sublime. Votos de mais amor todos os momentos com mais amor pra vcs.
    abç.
    e muito amoooorrrrrr.

    ResponderExcluir
  7. Que bom Bruna, que você seja muito feliz!!

    ResponderExcluir
  8. Que vcs sejam muito felizes, Deus os abençoe.

    ResponderExcluir
  9. Me emocionei, Bruna!
    Te acompanho e, embora não tenha EM, compartilho seus emails sempre. Quero poder com isso, ajudá-la nessa batalha de informação e esclarecimento. Te admiro demais.
    Torço por vc e agora tbm pelo Jota... Que vcs sejam felizes...
    Bjs, Sueli.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sueli, pelo apoio e pelos votos de felicidade!
      Bjs

      Excluir
  10. Coisa boa minha querida!!!
    Que casal lindo!!!
    Sejam muito muito felizes!!!
    ღ ♥ ღ ♥ ღ ♥ ღ ♥ ღ ♥ ღ ♥ ღ ♥ ღ
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Neyrinha! E a gente é lindo mesmo né? Junto então... nem se fala...hehehehe
      Bjs

      Excluir
  11. P A R A B É N S S S S. Q vcs sejam mto felizes <3333. Bjs

    ResponderExcluir
  12. Bruninha querida!!!
    Que alegria te ver tão feliz! Essa paixão te faz brilhar ainda mais!
    Espero poder encontrar vcs juntinhos em SP.
    Bjão
    Bia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos veremos sim Bia. Agora fica fácil de me achar em SP... hehehehe
      Bjs

      Excluir
  13. Gente, que bafão...
    HAUhauhauhuaha...
    Parabéns proceis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super bafão! E tu nem sabia né? hehehehe
      Bjs

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Morram de inveja! Eu já sabia! Hehehe! Felicidade é o que eu desejo pra vcs, Bruna e Jota!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigos com informações privilegiadas...hehehehe
      Obrigada Tiago! Bjs

      Excluir
  16. Bruna:
    Eu acho que nesta vida, os caminhos são muitos, mas os que levam ao amor é um só. Se deres amor, receberás amor.
    Que esse encontro com o Jota lhes traga muito crescimento e que saibam ser felizes apesar das dificuldades da EM.
    Parabéns, isto é uma dádiva de Deus.
    Beijos, Beti

    ResponderExcluir
  17. oiee Bruna bom tarde!
    fiquei bem feliz quando li seu blog hj!
    é tao contagiante quando se estar amando!!!
    Q DEUS ABENÇOE VCS DOIS BEEEEM MUITÃO.

    ResponderExcluir
  18. Enfim, depois de ler 6 vezes esse post e não comentar nada, por medo de não conseguir escrever algo à altura, decidi que nada que pudesse escrever poderia chegar à altura desse post. Ficou lindo! A única coisa que posso falar é que você tbm é adorável, admirável, linda, inteligente e apaixonante. Nesse caso, é engraçado pensar que a EM, que afeta tanto a nossa vida e a de muitos que lêem o blog, foi só um detalhe para nos encontrarmos. Farei o possível para estar sempre ao seu lado e te fazer feliz.
    Enfim, apesar da distância e do contador de saudade ligado tenho certeza que seremos muito felizes. Certeza mesmo!
    Ai nem sei mais o que dizer... beijos
    Jota, o namorado.

    ResponderExcluir
  19. Ah, o amor ele faz tão bem!!!
    Lindos, sejam felizes!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Bruna, estou na torcida mesmo não conhecendo você e o Jota.
    Beijos e serão muito felizes com certeza
    Terezinha

    ResponderExcluir
  21. Por favor me ajude descobri hoje que tenho esclerose multipla, tenho 27 anos e ainda queria ter filhos é possivel?
    outra pergunta quais sao os exames que detectao a esclerose e ela pode me matar?
    por favor me de dicas do que posso fazer pra melhorar pois nao tenho convenio e depender do sus nao da queria ficar boa me ajude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, se quiseres, podes me mandar um email: bruna.rochasilveira@gmail.com
      Respondendo as tuas perguntas:
      - sim, você pode ter filhos e/ou engravidar tendo EM.
      - não existe um exame que detecte a EM, o diagnóstico é feito a partir de diversos exames e análise da clínica do paciente (sintomas).
      - EM não é uma doença fatal e, apesar de não ter cura, tem tratamento.
      O atendimento pelo SUS não é tãããão horrível assim. Boa parte dos centros especializados em EM atendem pelo SUS. De onde tu és? Aí posso te passar o contato da associação mais próxima.
      Bjs

      Excluir
  22. Ola Bruna, me chamo Bruno e algum tempo já estava afim de uma menina mais sempre fiquei quieto e esses dias resolvi comenta com uma amiga que é cunhada e amiga dela. E fiquei sabendo q ela tem esclerose e que ela já teve todos os sintomas ate passo um tempo sem se move! Mais nem por isso desisti do meu objetivo que é conhece melhor a menina! Queria sabe sua opinião?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno, tudo bem aí? A minha pergunta é: se seu objetivo é conhecê-la melhor, porque não fez isso ainda?
      heheheheh
      Ela é uma garota, como qualquer outra. Com o detalhe que a rotina dela deve ser um pouco diferente das outras. Mas se você gostar mesmo dela, investe rapaz!
      Vai deixar um amor passar por medo? Arrependimento por não ter tentado pode ser pior hein...
      Vai lá, tenta e depois me conta, certo?
      Bjs

      Excluir
    2. Oi Bruna, segui seus conselhos e já estamos ate namorando! Estou muito feliz e te agradeço pelo incentivo!
      Ela já leu aqui nosso conversa e diz esta muito feliz!

      Bjs

      Excluir
  23. Olá Bruna, me chamo Alyne, e sou a namorada do Bruno! Acho q foi você q deu um empurrãozinho para nós nos conhecermos neh? Tenho q lhe agradeçer e muito! Hoje nós dois estamos juntos e muito felizes. Muito obrigada. Ah e o seu trabalho nesSe blog eh bem importante para pessoas com EM e para as pessoas q convivem junto tbm! Beijos

    ResponderExcluir
  24. Queridos Alyne e Bruno, fico muito feliz por vocês dois!
    Me mandem notícias de vocês, certo?
    Muito amor e saúde!
    Bjs

    ResponderExcluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.