quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Ano novo, pulso nova

Oi queridos, tudo bem com vocês? Como foi a virada do ano?
A minha foi ótima! Fizemos a festa aqui na nossa casinha nova. Teve até batalha de bolinhas de sabão. E, vocês sabem, eu a-mo bolinhas de sabão.
Festa de ano novo


Depois tivemos ainda a festa do Dia de Reis. Aqui em casa a gente não paga imposto pra fazer festa...então se tem motivo a gente tá reunido, brincando e se divertindo.

Festa do Dia de Reis... tudo sóbrio...imagina só se bebesse... hehehehehe

As coisas vão se encaminhando por aqui. Mas, como vocês sabem, a EM não gosta de deixar nossa vida monótona. Ela vem e vira tudo de ponta cabeça pra gente ter que se rearranjar novamente.
E é isso que tá acontecendo agora aqui em casa.
Meu último surto, aquele que eu fiz pulso em dezembro, ainda não regrediu totalmente. Descobrimos na ressonância focos de lesão cervical e torácica. E possivelmente são elas as responsáveis pela minha dor absurda nas costas. É uma dor que queima e não me deixa ficar de pé. Ela deu uma bela diminuída depois da pulso, mas ainda não passou. Por conta disso, semana que vem estarei lá na pulso novamente. Torcendo para funcionar e levar as dores embora. Aliás, essas dores estão me afastando do blog e do computador, porque ficar mais que meia hora sentada escrevendo tá sendo muito difícil.
Eu sei que muita gente vai questionar meu tratamento, mas tem funcionado e eu vou continuar fazendo. Aos que aprovam e aos que não aprovam, só peço que torçam pra que dê certo!
Fora isso, saímos da consulta (eu e o Jota) meio aéreos com as novidades. Eu com a pulso e ele com a requisição para tomar interferon.
Começar tratamento, trocar de tratamento, pensar em tratamento. Tudo isso faz parte da rotina de quem tem EM. E ainda assim, a gente não se acostuma. Porque é desconfortável essas "escolhas teste". É desconfortável porque é na gente.
Eu fico nesse estado de suspensão. Parece que o mundo tinha que congelar pra eu fazer o tratamento e depois voltar a girar. É um estado de apreensão e esperança. Escrevi sobre isso quando ia começar o avonex (http://esclerosemultiplaeeu.blogspot.com.br/search?q=suspens%C3%A3o) e acho que me sinto assim sempre que vou fazer pulso também.
Ontem eu saí do consultório me sentindo duplamente suspensa. Uma pela minha pulso. E outra pela decisão que o Jota tem que tomar sobre a medicação. É uma nova jornada pra nós todos. Mas assim como ele tá aguentando e me apoiando nesses dias que eu choro por qualquer coisa, me irrito por qualquer coisa e não sei dizer direito o que está me chateando, eu também o apoiarei desde a primeira picada.
Não se preocupem, vou dando notícias durante a pulso. Melhor fazer agora, nas férias que depois, no meio da correria. Acho que vou levar minha pistolinha de bolha de sabão pra animar um pouco a pulso...hehehehe.
Até mais!
Bjs

18 comentários:

  1. Força Bruna vc vai superar tudo isso, em 2012 quando eu ainda não tinha sido diagnosticada com esclerose múltipla, tive que fazer seis pulsos seguidas mensalmente, pois o neuro achava que era encefalomielite e com as pulsos seguidas ia curar, achei que não ia aguentar, pois ficava arrasada após a pulso, parecia que fui chicoteada no tronco e quando começava melhorar vinha o chicote de novo, mas aguentei e hj após o diagnóstico de esclerose múltipla minha última pulso foi em janeiro de 2014 acho que estou precisando pulsar pois estou com dores insuportáveis em todo corpo, acabei de repetir ressonancia estou aguardando resultado. Força ai Bruninha a EM não pode ser mais forte que agente. bjs vai dar tudo certo boa sorte.
    Zeneide.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Zeneide! Eu também fico assim... a-ca-ba-di-nha da silva! Mas tem que fazer. E como eu sempre acabo saindo muito melhor, não reclamo muito mais. O mais chato é atrapalhar os planos né.
      Bjs

      Excluir
  2. A pulso parece que injeta novo ânimo na gente!!! Força aí td vai dar certo!!!

    ResponderExcluir
  3. Bruna minha querida, o que dizer?
    Pulso é um saco mesmo... agente sabe.
    Mas se é ruim com ela, pior sem ela.
    Então vai tranquila minha linda, tu sabes que depois passa e tu tens muita coisa linda pra viver nesse ano!
    Vou rezar para que essa pulso te livre de vez do que resta do surto de dezembro e para que o Jota faça a melhor escolha e se adapte bem ao novo tratamento.
    Não querendo ser repetitiva, mas sendo... REPOUSO E MUITA ÁGUA, tá?!!
    Beijinhos nos corações ou seria "no coração", deste casal lindo, que eu adoro!
    Carinho,<3
    Neyra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que já é um coração mesmo...hehehehe
      Obrigada Neyra pelo carinho e pela companhia. Lembra, da próxima vez que nos encontrarmos no supermercado, de tirarmos uma foto juntas? hehehehe
      Bjaaaum

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Estou torcendo daqui, Bruna! Vou rezar também. Como deve ser chato tudo isso!! Mas, ao menos, hoje em dia existe tratamento. Muitas vezes fico pensando no quanto as pessoas sofriam no passado quando não existiam os medicamentos. Hoje continua sofrido, mas antes era pior, imagino. Como minha filha me disse um dia quando ela tinha uns 3 anos e notou que eu estava triste, mesmo que eu tenha tentado esconder: "Não fica triste, mamãe. Cada um tem uma dor nessa vida..." Só achei que foi um anjo falando por ela... Beijos, querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Geisa! É bem isso, o remédio é ruim, mas pior seria se ele não existisse. Adorei a sabedoria da tua menina... cada um tem uma dor nessa vida... e a gente que aprenda a lidar com as nossas né?
      Bjaum

      Excluir
  5. Ai bruninha!!! Dessa vez vai dar tudo certo com a sua pulso e essas dores irão embora!!!
    Um beijo e melhoras

    ResponderExcluir
  6. Bruna, força minha priminha! Você vai sair forme e forte de tudo isso e ainda vai dar muita força para o Jota.
    Estou aqui no Rio rezando e torcendo por vocês
    Beijos mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Pode deixar que vou ficar firme e forte pra visitar vocês no Rio! ;)
      Bjs

      Excluir
  7. Ai Bruna, quando você escreve assim, traduzindo as incertezas, inseguranças, entre outros sentimentos, de todos nós, dá vontade de ir ai te dar um abraço e dizer que dividir é um meio de multiplicar, você dividi sua dor, multiplica nossa coragem e nossa força de boas energias para vocês! Um beijo no coração de vocês! Camila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lendo teu comentário cheguei a sentir teu abraço Camila!
      Obrigada pelo carinho! Bjs

      Excluir

Ajude a construir esse blog, deixe aqui seu comentário, dúvida, críticas e elogios.